Coloque seu celular no modo retrato

São muitos benefícios em ser assinante! Cadastre-se, Deguste sua Edição GRÁTIS e Assine!

Alimentação Como deve ser a alimentação de quem tem diabetes durante a pandemia?

Alimentos de verdade deixam a microbiota intestinal mais saudável, suprem as deficiências nutricionais e levam mais micronutrientes para o seu dia a dia. Tudo isso ajuda a ter um bom controle glicêmico e preserva a imunidade.

Sheila Vasconcellos | 25/06/2020

Como deve ser a alimentação de quem tem diabetes durante a pandemia?

Saudável! “Ao consumir alimentos de verdade, você deixará sua microbiota intestinal mais saudável, supre as deficiências nutricionais e leva mais micronutrientes para o seu dia a dia. Tudo isso ajuda a ter um bom controle glicêmico e a preservar a imunidade”, esclarece a nutricionista Martha Amodio, especializada em diabetes e doenças autoimunes. Ela completa: “Isso não significa, no entanto, que você estará a salvo de contrair o coronavírus ou outras doenças, mas estará com uma defesa bem melhor do que a de outras pessoas”.

Martha aconselha a aproveita o período de isolamento social para criar o hábito de preparar comida de verdade, priorizando o grupo das frutas, legumes e verduras (FLV), que garantem o aporte de micronutrientes vitais para a saúde.

Além disso, é fundamental diminuir a ingestão de carboidratos, pois ele é um dos macronutrientes que mais eleva a glicemia, mas não os elimine totalmente da sua dieta. “Preste atenção às suas porções para não comer demais e coma devagar,mastigando bem e sem distrações”, recomenda Martha.

Coronavírus e o diabetes: o que você precisa saber

Contagem de carboidratos

A quarentena pode ser bastante útil para quem está iniciando a contagem de carboidratos ou para quem deseja aperfeiçoar seus conhecimentos, conforme explica a nutricionista Ticiane Gonçalez Bovi, especializada em doenças crônicas em atendimento ambulatorial pelo Hospital de Clínicas da Universidade de Campinas (Unicamp):“A maioria das pessoas está em casa com a oportunidade de pesar os alimentos, acompanhar o impacto deles na glicemia e podem treinar a contagem de carboidratos do que habitualmente comemos”, argumenta Ticiane.

Já para quem não faz contagem de carboidratos, a nutricionista recomenda manter uma alimentação rica em fibras com uma rotina de porções e horários fixos para evitar a variabilidade glicêmica. “Com a ajuda de um nutricionista especializado em diabetes será possível definir e organizar as porções e aprender a fazer corretamente a contagem de carboidratos”, diz Ticiane.

Ela destaca que é importante que sua refeição tenha um alimento de cada grupo alimentar: carboidrato (preferencialmente integral), proteína e gordura de boa qualidade, associada à oferta de fibras. “Para facilitar, faça um caderno de receitas saudáveis para usar durante a quarentena. Assim, quando você voltar para o seu dia a dia, encontrará novas opções de comidas já testadas e aprovadas pela família”, sugere.

LEIA MAIS

Dicas para manter alimentação saudável durante a quarentena

*Sheila Vasconcellos é  jornalista, tem diabetes tipo 1 e escreve para a revista Momento Diabetes. Esta matéria, por exemplo, foi publicada na edição 22 que você pode adquirir na nossa loja virtual.

CLIQUE AQUI e adquira a revista Momento Diabetes nº 22

Compartilhe