Coloque seu celular no modo retrato

São muitos benefícios em ser assinante! Cadastre-se, Deguste sua Edição GRÁTIS e Assine!

Notícias Coronavírus e o diabetes: o que você precisa saber

Pessoas que vivem com doenças autoimunes como o diabetes fazem parte do grupo de risco para o coronavírus, é importante se prevenir conforme as orientações do Ministério da Saúde.

Sarah Almeida | 13/03/2020

Coronavírus e o diabetes: o que você precisa saber

Recentemente a Revista Momento Diabetes anunciou o adiamento do 2 º evento de Tecnologias em Diabetes, em decorrência do surto de coronavírus no Brasil. Em momentos assim, é de extrema importância encontrar fontes seguras de informação, evitando as fakes news e o alarde da população.

“O evento reuniria mais de cem pessoas, grande parte com diabetes tipo 1. Não poderíamos correr nenhum risco. Por isso, nos pautamos nas orientações da nossa equipe médica e parceiros”, afirmou Letícia Martins, diretora de redação da Momento Diabetes.

A endocrinologista e educadora em diabetes, Denise Reis Franco, palestrante do evento e parceira da revista, afirma que a decisão foi tomada para preservar os participantes, que são, na maioria, pessoas com diabetes e familiares.

“Em relação ao coronavírus, o risco maior é para aqueles que são mais frágeis, idosos, pessoas com doenças crônicas, principalmente aquelas com o controle ruim ou que já tenha complicações. Por isso, resolvemos postergar a realização do evento para maio”, afirmou Dra. Denise.

Com o objetivo de evitar a propagação do coronavírus, o Ministério da Saúde recomenda para a população em geral:

  • Evitar aglomerados;
  • Lavar bem as mãos e com frequência;
  • Usar o álcool e gel nas mãos;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar beijos, abraços e até aperto de mão.

Como fortalecer o sistema imunológico?

De acordo com a nutricionista Martha Amodio, coordenadora do caderno de receitas da Momento Diabetes, uma dieta individualizada e revista com periodicidade não garante imunidade ao vírus, mas reduz chances de contágio e aumenta a força do organismo para combater o vírus em caso de contaminação.

Além disso ela aponta alguns comportamentos que fortalecem o sistema imunológico, sendo eles:

  1. Dormir melhor (por pelo menos 8h);
  2. Ingerir alimentos que são fontes de vitamina C pelo menos três vezes ao dia;
  3. Cuidar da saúde do intestino, consumindo alimentos saudáveis e probióticos.

Além disso, a nutricionista afirma que há estratégias nutricionais específicas para fortalecer o sistema imunológico. “Para cada pessoa existe uma estratégia específica para aumentar a imunidade, porque cada indivíduo precisa ajustar o que falta em si e no funcionamento do seu corpo para poder contribuir”, esclarece Martha.

Lembrando que em caso de suspeita ou sintomas como febre, tosse e dor pelo corpo, é necessário buscar atendimento médico, evitar contato com pessoas mais velhas e se manter em repouso.

Para mais informações consulte o site do Ministério da Saúde e siga as recomendações de especialistas.

Compartilhe