Coloque seu celular no modo retrato

São muitos benefícios em ser assinante! Cadastre-se, Deguste sua Edição GRÁTIS e Assine!

Giro Saúde Educação em diabetes é tema de workshop em São Paulo

O número de pessoas com diabetes no mundo aumentou de 108 milhões em 1980 para 422 milhões em 2014. Para capacitar influenciadores digitais sobre o assunto, a ADJ Diabetes Brasil promoveu um workshop com palestras que versaram sobre os diversos fatores que influenciam a adesão ao tratamento.

Sarah Almeida | 18/06/2019

Educação em diabetes é tema de workshop em São Paulo

Compromisso com a informação de qualidade e responsabilidade na apuração dos fatos são algumas das premissas do jornalismo. E, na era do digital, essas premissas se tornam ainda mais desafiadoras e importantes. Com o objetivo de capacitar comunicadores do país inteiro, a ADJ Diabetes Brasil promoveu, no dia 13 de junho, o 2º Workshop para Influenciadores em Diabetes. O evento teve ainda um segundo dia, no sábado (15 de junho) focado no treinamento de blogueiros em diabetes.

O diretor presidente da ADJ Diabetes Brasil, Gilberto Soares, ressaltou a importância do trabalho dos jornalistas, que, segundo ele, “constantemente são um canal de informação sobre os direitos das pessoas com diabetes e ajudam na conscientização da causa”. Soares comentou como fatores políticos, sociais e econômicos também influenciam o espaço dedicado na mídia e nas pautas públicas para as questões da área do diabetes e ressaltou a necessidade de os veículos de comunicação abordarem mais o tema.

Vanessa Pirolo, coordenadora do Programa Advocacy, faz abertura do workshop

Vanessa Pirolo, coordenadora do Programa Advocacy, faz abertura do workshop (foto: Letícia Martins)

Entre os assuntos discutidos estavam o acesso à medicação e como a quantidade de profissionais e burocracias não condizem com a demanda de pacientes que dependem do SUS.

A jornalista Vanessa Pirolo, coordenadora do projeto Advocacy da ADJ e organizadora do evento, explicou que a associação já levou ao Governo Federal, em conjunto com outras instituições, projetos de políticas públicas para viabilizar a adesão ao tratamento e à retirada dos medicamentos de maneira gratuita nos postos de saúde. Vanessa, que tem diabetes tipo 1 desde 2001, ainda levantou pautas como mercado de trabalho, longevidade e produtividade das pessoas com diabetes.

Cirurgia metabólica e diabetes tipo 2

O médico cirurgião Almino Ramos, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, foi um dos expositores do evento falando sobre a cirurgia metabólica no tratamento para pessoas com diabetes tipo 2 e sobre as características culturais como a alimentação ocidental enquanto fator que interfere no combate da doença e sobre a educação e conciliação entre médico e paciente para que qualquer maneira de tratamento esteja acordada.

A importância do engajamento do paciente foi o ponto principal da palestra da endocrinologista Denise Franco. “Nenhum medicamento ou terapia no mundo, por mais moderno que seja, é eficiente se não houver o engajamento do paciente”, afirmou. A médica atualizou os jornalistas presentes sobre os principais destaques do 79º Congresso da American Diabetes Association (ADA), realizado no dia 11 de junho em São Francisco, na Califórnia.

Endocrinologista Denise Franco comenta as novidades do ADA

Endocrinologista Denise Franco comenta as novidades do ADA (foto: Letícia Martins)

Usando o exemplo da monitoração contínua de glicose, Denise ressaltou a importância de mostrar resultados junto do paciente. “Temos que envolver o paciente, trazê-lo para dentro do tratamento”, disse, citando exemplos de melhora de quadros clínicos a partir da aproximação e da boa relação entre médico e paciente.

Questões como os diagnósticos a partir da análise genética e o estudo de casos específicos além da observação da população também foram levantadas pelas especialistas.

Ainda levando em conta a importância da adesão ao tratamento, Alice Bricola,farmacêutica e uma das representantes do Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social (IPADS)  falou sobre o projeto Glica Melito, que a partir de vídeos, cursos e novas tecnologias, dará instruções para médicos e pessoas que tem DM1 e fazem acompanhamento do pelo SUS.

Imagem de divulgação do 2° episódio da web série Glica Melito, disponível no Youtube.

Imagem de divulgação do 2° episódio da web série Glica Melito, disponível no Youtube.

O material trará questões de autoestima e convivência com a diabetes, atividades físicas e alimentação saudável e os dispositivos de aplicação. O projeto visa capacitar as equipes de saúde e melhorar o comportamento e adesão das terapias a partir de atividades educativas e linguajar acessível.

Compartilhe