fbpx

Coloque seu celular no modo retrato

São muitos benefícios em ser assinante! Cadastre-se, Deguste sua Edição GRÁTIS e Assine!

Eneida Ramos Conheça os benefícios dos chás

***Texto escrito pela Eneida Ramos, colaboradora da revista Momento Diabetes, e publicado na edição 28. Originário da China e da Índia, o chá ficou famoso mesmo graças […]

Eneida Ramos | 20/07/2021

***Texto escrito pela Eneida Ramos, colaboradora da revista Momento Diabetes, e publicado na edição 28.

Originário da China e da Índia, o chá ficou famoso mesmo graças aos ingleses, que o adotaram e tornaram seu consumo uma tradição com o charmoso “chá das cinco” da Rainha Elisabeth. Hoje, a bebida é apreciada no mundo inteiro. No Brasil, ela chegou com a corte de Dom João VI e sua cultura foi iniciada logo depois. Embora os brasileiros não tenham costume de tomar chá frequentemente, são inegáveis os benefícios da bebida (quente ou gelada), feita com plantas que possuem propriedades medicinais conhecidas desde a antiguidade.

Há chás, por exemplo, que ajudam a modular o sono e combater a insônia, pois têm efeito calmante. É o caso da lavanda, da melissa, da camomila, da erva-cidreira, da erva-doce e do maracujá.

Você já ouviu falar de chás com ação hipoglicemiante?

Alguns ajudam a baixar a glicemia, como é o caso do chá de canela e o de sálvia. Mas aqui valem duas ressalvas. Na cultura popular, algumas pessoas tomam chá feito de uma planta chamada pata-de-vaca para baixar a glicemia. No entanto, ainda não temos comprovações científicas para apoiar este costume do chá da pata-de-vaca.

A segunda ressalva diz respeito ao uso de medicamentos. Se você toma insulina ou comprimidos prescritos pelo médico, não interrompa o uso mesmo se um dia você beber uma xícara de chá e perceber que a taxa de glicemia baixou. Alterações no uso de medicamentos só devem ser feitas com orientação do seu médico, combinado?

Voltando aos benefícios dos chás, existem alguns tipos que ajudam a controlar a vontade de comer doces, sabia? É o caso do chá de canela, de cravo e de gengibre. E, claro, o ideal é não adoçar a bebida nem com adoçante, pois ele pode reduzir a concentração dos compostos benéficos do chá. Acostume-se com o sabor natural dos alimentos.

Uma dica útil é usar a canela em pau para fazer o seu chá. Além da ação hipoglicemiante, ela também oferece um gostinho bom e reduz necessidade de adoçar. De bônus, a canela ainda aumenta o metabolismo e ajuda no emagrecimento, pois tem ação termogênica.

Leia mais da matéria na edição 28 da Momento Diabetes.

Fonte: Revista Momento Diabetes nº 28. Confira na nossa loja virtual.

Compartilhe