Coloque seu celular no modo retrato

São muitos benefícios em ser assinante! Cadastre-se, Deguste sua Edição GRÁTIS e Assine!

Notícias Campanha arrecada doações para pessoas com diabetes em situação de vulnerabilidade social

Projeto Correndo pelo Diabetes contra a Covid-19 visa entregar cestas básicas, produtos de limpeza e tiras de medição de glicemia a famílias carentes de pessoas com diabetes no RJ.

Redação | 17/06/2020

Em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus, muitas pessoas estão dando as mãos para ajudar quem vive em situação de vulnerabilidade social.

Exemplo disso é a campanha Correndo pelo Diabetes Contra a Covid-19, que visa fornecer cestas básicas, produtos de limpeza e tiras de medição de glicemia a mais de 300 famílias que enfrentam cotidianamente o desafio de controlar e tratar o diabetes.

A iniciativa, criada pelo projeto social Correndo pelo Diabetes, com o apoio da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD)e da Colônia Azul, dispõe de uma plataforma para doações em sistema de crowdfunding social (vaquinha virtual), disponível no site https://benfeitoria.com/correndodmcontracorona até dia 25 de junho. A meta é arrecadar no mínimo R$ 20.900.

Além da vaquinha virtual, a campanha destinará todo o valor recebido da venda de camisetas oficiais do projeto para a compra dos itens básicos para as famílias carentes do Rio de Janeiro.

As famílias a serem beneficiadas são atendidas pelos principais serviços públicos de assistência ao diabetes, no Rio de Janeiro. Elas foram mapeadas por equipes do Hospital Pedro Ernesto, Hospital da Lagoa, Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione (IEDE), Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (Hospital do Fundão) e Polo de Endocrinologia de São João do Meriti.

Segundo Bruno Helman, fundador do projeto Correndo pelo Diabetes, “essas famílias de pessoas com diabetes já se encontravam em situação de vulnerabilidade, a qual foi agravada por conta da Covid-19. A partir do auxílio dos profissionais dessas unidades de saúde, mapeamos, inicialmente, 10 famílias de cada. Porém já ajudamos mais de 60 famílias de todo o estado do RJ. A situação é pior do que pensávamos, por isso precisamos de apoio de todos”.

 

Compartilhe