Para fortalecer e profissionalizar as associações de diabetes, a fim de aprimorar o acesso ao tratamento adequado das pessoas com a condição, a ADJ Diabetes Brasil promove o V Encontro ADJ Advocacy. Esta iniciativa acontecerá entre os dias 11 e 12 de abril, no Transamérica Executive Bela Cintra, em São Paulo. Este encontro é fechado para os representantes de 35 associações participantes, filiadas à instituição organizadora do evento.

O projeto tem como objetivos: articular a rede para realização de iniciativas, que promovam a melhoria do tratamento do diabetes no Brasil, incentivar a troca de experiências e iniciativas nos municípios e estados, mobilizá-los para realização de campanhas, tornar os participantes polos difusores de informações, orientá-los em abordar as autoridades locais a fim de implementar projetos de lei e protocolos para melhorar o acesso ao tratamento adequado e estimular a divulgação das ações na mídia.

Os representantes das associações convidadas participam primeiramente de um encontro presencial em São Paulo e em seguida, de encontros virtuais mensais para que os mesmos continuem a receber o conhecimento e sejam motivados a realizarem iniciativas tanto locais como nacionais para a melhoria do tratamento do diabetes no Brasil.

Entre os temas que serão abordados no encontro, estão: Como aprimorar parceria entre associações e governo, Como realizar parcerias entre associações e empresas de forma ética, Como melhorar o discurso com as autoridades por meio do Storytelling, Como escrever projetos com o governo e com as empresas, Como o case de Esclerose Múltipla pode nos ajudar em implementar uma comunicação mais eficiente junto a nossa rede, entre outros.

No final do encontro, haverá uma premiação dos projetos de advocacy, que estão sendo implementados nos municípios e que gerarão impacto local para a melhoria do tratamento do diabetes.

Dessa forma, com a união de lideranças de associações do país, o tema diabetes ganhará mais visibilidade no panorama nacional, como também boas práticas serão implantadas para melhorar a universalidade, a equidade e a integralidade do tratamento da pessoa com diabetes no Brasil.