Projeto educativo desenvolvido desde 2015 em São Paulo ganha versão digital para facilitar o acesso e disseminar o conhecimento

Por Bianca Fiori

As festas, as férias, o carnaval… Tudo já ficou para trás e um novo ano começa para valer. As aulas também retornam e, com elas, a preocupação de muitos pais: como a escola vai lidar com o meu filho que tem diabetes? Será que os coleguinhas e os funcionários da instituição de ensino vão saber identificar e tratar uma hipoglicemia? E se ele tiver uma hiperglicemia em sala? Enfim, uma centena de dúvidas surge na cabeça da família.

Com o intuito de levar conhecimento sobre diabetes para o ambiente escolar e, assim, acalentar pais e professores, diferentes ações educativas têm sido desenvolvidas. Uma delas é o Programa KiDS, sigla em inglês de Kids & Diabetes in Schools, que significa Crianças e Diabetes nas Escolas.

O projeto foi criado em 2014 por duas instituições de renome – a Federação Internacional de Diabetes (IDF) e a Sociedade Internacional para Crianças e Adolescentes com Diabetes (ISPAD) – e se espalhou pelo mundo. O Brasil e a Índia foram os primeiros países a efetivarem as avaliações práticas. Aqui o trabalho, que começou um ano depois do lançamento, é desenvolvido pela ADJ Diabetes Brasil, associação sem fins lucrativos que acolhe pacientes e familiares com a disfunção há quase quatro décadas.

Uma equipe formada por nutricionistas, enfermeiros, endocrinologistas e outros profissionais de saúde visita unidades de ensino cadastradas no projeto para ministrar palestras, orientar e tirar dúvidas. O material de apoio usado é um pacote educativo composto por cartilhas ilustradas elaboradas pela IDF, em linguagem de fácil compreensão e destinadas a quatro públicos específicos:

  • equipe da escola
  • pais e familiares de alunos com diabetes,
  • aluno
  • familiares em geral.

Nelas, são apresentadas informações sobre o que é diabetes, os tipos existentes, tratamento, situações de emergência, atividades físicas, alimentação, etc.

Das 15 escolas públicas da capital paulista que receberam o programa em 2015, cinco continuam aplicando os ensinamentos do KiDS. Agora, as ações realizadas viraram digitais e escolas do mundo inteiro poderão se beneficiar, pois as cartilhas estão disponíveis em onze idiomas, entre eles o português, no site www.idf.org/education/kids

Esta matéria faz parte da revista Momento Diabetes nº 09 (edição de fev e mar/2018). Para adquiri-la, clique AQUI e acesse nossa loja.