Entenda qual a importância dos cuidados com exercício físico para quem tem diabetes

A prática de exercícios regulares faz com que a insulina seja absorvida de forma mais eficiente pelo organismo, minimizando sua resistência. Ou seja: além de fazer bem para a saúde, ajuda no controle glicêmico. No entanto, não basta simplesmente começar a fazer exercício físico sem a devida orientação de um especialista em saúde e de um orientador físico.

Para o professor de Educação Física Márcio Atalla, especialista em Treinamento de Alto Rendimento, quem tem diabetes precisa buscar os devidos cuidados e instruções justamente pela grande relação entre as doses do medicamento de controle glicêmico e a frequência das atividades. “O primeiro passo é procurar o médico para ajustar, se necessário, a dose de insulina ou medicamento”, explica o educador.

Atalla realça ainda a importância de mesclar exercícios físicos de resistência (como levantamento de peso, por exemplo) com os aeróbicos (como corrida, dança ou natação). Isso porque o organismo cria uma “rotina” que permite o aumento gradativo da intensidade da atividade conforme as especificações de cada indivíduo. A dica para quem busca auxiliar o controle glicêmico através dos exercícios é praticar sempre nos mesmos horários em intervalos ao longo da semana para não causar desequilíbrios e respeitar as indicações médicas e dos orientadores profissionais.

Este conteúdo faz parte da matéria Atividade física com segurança, publicada na edição 6 da revista Momento Diabetes.Compre aqui a sua .