O Dia Mundial do Diabetes está chegando e diversas ações educativas estão sendo programadas para o penúltimo mês do ano

 

Setembro amarelo, outubro rosa e novembro azul. Esses meses coloridos dizem respeito a mobilizações nacionais e internacionais para prevenir o suicídio, o câncer de mama e o câncer de próstata, respectivamente. Ops, espera aí! Tem mais uma doença que merece destaque nesta lista. Novembro também é dedicado às campanhas de conscientização do diabetes, mal que atinge mais de 370 milhões de pessoas no mundo e já é considerado uma epidemia.

Dada a necessidade de mudar este cenário e evitar que mais gente desenvolva o diabetes tipo 2, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu, em 2006, o Dia Mundial do Diabetes. A data escolhida – 14 de novembro – tem um significado especial, pois é o dia do nascimento do canadense Frederick Banting, descobridor, juntamente com Charles Best, da insulina em 1921.

A Federação Internacional do Diabetes (IDF, na sigla em inglês), que já adotava esta data desde 1991, incentiva os países a realizarem ações educativas, bem como iluminarem de azul monumentos importantes para marcar a data.

Aqui no Brasil, a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) estão organizando diversas atividades gratuitas para a população em geral, que acontecerão na terceira semana de novembro e estão divididas em três partes, todas na capital paulista.

No dia 14 de novembro, das 10h às 16h, na marquise do Parque Ibirapuera, estão previstas várias palestras sobre educação, acesso a medicamentos e tratamento, depoimentos de pessoas com diabetes, além de demonstração de culinária saudável, orientação nutricional, atividades físicas, testes de fundo de olho e glicemia, avaliação do pé, entre outras ações.

Na manhã do feriado (15 de novembro), acontecerá uma corrida e caminhada no Memorial da América Latina. “Esse evento é uma parceria com a prefeitura de São Paulo, que já estava programando para o mesmo dia a Corrida das Américas para 5 mil participantes. Nós entraremos com um pelotão de pessoas com diabetes vestidas com camiseta diferente”, revela o médico Márcio Krakauer, coordenador da campanha do Dia Mundial do Diabetes.

A terceira parte do mês mundial do diabetes promete ser festiva. A SBD está programando uma noite de show com famosos, entre eles os cantores Paula Toller e Dado Villa-Lobos, o ator José Loreto (os três com diabetes tipo 1), a banda de forró Falamansa e o ex-titã Paulo Miklos. “Durante o show, contaremos histórias e curiosidades sobre o diabetes, sempre passando a mensagem da prevenção e da importância do tratamento”, explica Krakauer.

 

A cor e o Símbolo

O Dia Mundial do Diabetes é representado por um círculo azul. Em várias culturas, o círculo simboliza a vida, a mãe terra e a união. No caso, a união de todos os países na luta contra a incidência do diabetes tipo 2. Já o azul representa o céu e é a mesma cor da bandeira das Nações Unidas.

 

Sempre elas

“Mulheres e Diabetes: nosso direito a um futuro saudável” foi o tema escolhido pela IDF para o Dia Mundial do Diabetes 2017. A homenagem é mais do que merecida pela atitude protagonista que elas assumem na sociedade e principalmente em casa, como destaca o endocrinologista Márcio Krakauer: “A mulher chama para si diversos papéis fundamentais, como motivar o homem para ir à consulta médica, cuidar do tratamento do filho, preparar refeições saudáveis para a família, incentivar mudanças de hábitos no lar, entre outros”.

Além de dar maior visibilidade, o tema chama a atenção para a importância do cuidado da saúde feminina, pois, segundo o médico da SBD, elas podem ter os mesmos problemas e complicações relacionados ao diabetes que eles, mas não se dão conta disso. “Ao chegar na fase da menopausa, por exemplo, a mulher que tem diabetes tipo 2 corre o mesmo risco de morrer do coração do que o homem, porém isso não é divulgado como deveria. Por isso, elas acabam afrouxando um pouco o controle sem saber do perigo”, alerta Krakauer.

Então, vamos todos aproveitar a oportunidade deste novembro azul e rosa e cuidar da nossa saúde!

Este ano, as atividades programadas pela SBD acontecerão na capital paulista e serão divulgadas no site, mas em outros estados também haverá programação especial promovida por associações, hospitais e outras entidades da área da saúde. Informe-se na sua cidade e participe!

Você está sabendo do 1º encontro Momento Diabetes? Saiba mais aqui!