Peça o teste anti-HCV e entenda a relação entre o diabetes tipo 2 e a hepatite

 

A campanha Na Ponta do Dedo, desenvolvida pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e a Gilead Brasil, alerta as pessoas com diabetes sobre a importância de fazer exames de prevenção para identificar a Hepatite C.

A Hepatite C é uma doença do fígado que normalmente não apresenta sintomas, por isso pode ser diagnosticada décadas depois da infecção, já em estado avançado. Ela é transmitida por meio de sangue contaminado. Por isso, quem tem diabetes deve evitar o reúso de seringas e agulhas de aplicação de insulina, e redobrar os cuidados na hora da aplicação para não se machucar.

A Hepatite C pode causar o diabetes tipo 2 (DM2), já que desencadeia problemas no organismo e impede que a insulina metabolize o açúcar. No começo, tanto o DM2 quanto a Hepatite C, são silenciosos, aumentando a relevância do exame preventivo, já que 85% dos portadores do vírus desconhecem que o possuem.

Converse com o seu médico e peça o teste anti-HCV.

Acesse o site www.napontadodedo.com e saiba mais sobre a campanha.