Organizações internacionais utilizam cachorros para fins terapêuticos. Eles são classificados em duas categorias:

1. cães de assistência médica: são adestrados para alertar e ajudar seus cuidadores com deficiências e enfermidades; e

2. cães de detecção de bios (doenças): são treinados para identificar males como o câncer e a tuberculose.

Todas as raças de cachorros podem ser ensinadas para essas missões. Porém, algumas apresentam mais características que as destacam nesse tipo de trabalho, como docilidade, sociabilidade, submissão, disposição e inteligência. São elas: Labrador, Pug, Cocker Spaniel, Poodle, Golden Retriever e Yourkshire.

Quer saber mais? Compre aqui a Edição 5 da Revista Momento Diabetes.