A contagem de carboidratos pode ser feita por diabéticos tipo 2 que não tomam insulina?

Sim! Nesse caso, a pessoa deve fazer uma contagem de carboidratos básica ou nível 1, que significa conhecer a quantidade de carboidratos que comerá em cada refeição para fazer as substituições. Por exemplo, um pão francês com margarina e um copo de leite têm 42 g de carboidratos. Na contagem básica, o paciente pode cumprir essa meta na forma de outros alimentos. Assim, em um café da manhã, ele pode tomar um copo de iogurte e uma xícara (chá) de cereal, e, no outro dia, um copo de leite e um pão francês. Há uma flexibilidade no cardápio que mantém a glicemia normalizada. Não é necessário mudar o medicamento por isso, mas é importante consultar um nutricionista antes.

Luciana Bruno, nutricionista clínica, São Paulo (SP)