Responsável pela série Guerra nas Estrelas, um dos maiores sucessos do cinema, o produtor e roteirista americano George Lucas também faz parte do time dos “docinhos”. Confira um breve roteiro sobre sua vida

  1. O Diagnóstico
    Em 1967, quando tinha apenas 23 anos, George Walton Lucas Jr. foi convocado para a guerra do Vietnã, e teve que realizar os exames médicos obrigatórios. O resultado de um deles detectou o diabetes tipo 2 e ele foi dispensado do exército.
  2. A Notícia
    O diagnóstico deixou o jovem muito preocupado, pois seu avô, de quem era bem próximo, havia falecido devido a complicações do diabetes quando George Lucas ainda era criança. Com medo de ter o mesmo fim, o futuro diretor de cinema decidiu cortar doces e bebidas alcoólicas e passou a tomar medicamento para controlar a glicemia, além de praticar rotineiramente atividades físicas.
  3. A Revelação
    O sonho de Lucas era ser piloto de corrida. Porém, após sofrer um grave acidente automobilístico, no qual teve os pulmões esmagados, esse desejo foi por água abaixo. Foi durante o período que passou internado no hospital que surgiu a ideia da “Força”. Mal sabia ele que, anos mais tarde, essa palavra viraria uma das expressões mais conhecidas do mundo: “Que a Força esteja com você”.
  4. O Primeiro de Muitos
    Em 1977, Lucas lançou Star Wars, o primeiro filme de uma saga que o tornaria uma das pessoas mais influentes e reconhecidas da cinematografia. A eterna luta entre o bem e o mal ganhou cores, formas e dimensões inovadoras e desafiadoras para a época. Ele também foi responsável pela criação do aventureiro Indiana Jones, interpretado por Harrison Ford, em uma série de filmes que começam com Os Caçadores da Arca Perdida (1981).
  5. Negócio de Outro Planeta
    Em 2012, o cineasta vendeu a franquia de “Star Wars” aos estúdios Disney por US$ 4 bilhões. O sétimo filme da saga, “Star Wars: O despertar da força” estreou em dezembro e nas duas primeiras semanas nos cinemas superou US$ 1 bilhão em bilheteria.
  6. Final Feliz
    Pode-se dizer que a Força esteve com o diretor desde o início. Ele superou um acidente gravíssimo e, mesmo tendo descoberto uma doença (diabetes) que, em 1967, era considerada de alto risco de morte, conseguiu controlá-la e evitar quaisquer sequelas em decorrência da condição. Hoje, aos 72 anos de vida, Lucas é considerado um dos maiores gênios do cinema.