“As dificuldades da vida fortalecem a gente”. Com esta frase, a paulista Thaís dos Santos Cardoso, 30 anos, resume sua trajetória pessoal, marcada por muito esforço, altos e baixos da glicemia, alguns tristes episódios de discriminação e superação. Muita superação. Cansada do trabalho na cidade natal de São Caetano do Sul, em 2012, ela resolveu dar um novo rumo à própria vida. Pesquisou informações sobre a Irlanda e o Canadá, mas o clima frio e rigoroso dos dois destinos pesou na decisão. Por fim, escolheu a cidade de Perth, no estado de Western, na Austrália, para fazer um intercâmbio.

 

 

“Nós é que decidimos para onde voar e onde pousar. Não são os outros nem será o diabetes.”