O macarrão é composto por carboidrato, nutriente que se transforma em açúcar na corrente sanguínea e eleva a glicemia rapidamente. Porém, pessoas com diabetes não precisam bani-lo da alimentação, basta saber como prepará-lo e consumir de forma moderada. Uma dica é acrescentar fibras, proteínas e gorduras do bem no prato, que vão ajudar no controle glicêmico e impedir que a taxa de glicose suba de uma vez. Existem no mercado, por exemplo, massas enriquecidas com
whey protein, uma proteína extraída do soro do leite, que impacta menos na glicemia. Na falta delas, dá para usar o macarrão integral ou o branco e enriquecê-lo com carne, peixe ou frango, legumes e azeite de oliva.

 

Martha Amodio, nutricionista clínica, funcional e apresentadora do canal no YouTube
Cozy Diabetes Mais Leve, em São Paulo (SP)