Participar de reuniões, entregar relatórios, enfrentar o trânsito, lidar com o chefe, dar atenção para a família e ainda controlar a glicemia. Ufa! Essa é apenas uma parte da rotina de muitas pessoas que são portadoras de diabetes. Mas como conciliar e viver bem com a loucura do dia a dia sem esquecer e dar conta da fundamental tarefa que é controlar os níveis de glicose no sangue?

Tanto o diabetes tipo 1 quanto o tipo 2 requerem uma série de cuidados de quem a possui e essa tarefa pode exigir mais quando se tem uma rotina intensa de atividades. Quem trabalha fora de casa, por exemplo, tem um desafio maior para administrar o tempo e fazer boas escolhas alimentares, a fim de não prejudicar os índices glicêmicos.  Contudo, com disciplina e transparência é possível dar conta de tudo isso sem nenhum problema.

Um fator muito importante neste desafio é o autoconhecimento. Quem tem diabetes precisa conhecer como seu próprio organismo funciona, compreender de que forma as atividades físicas, as emoções, etc, impactam na glicemia e como administrar tudo isso. Desse modo, em uma situação especial, como em caso de hipoglicemia, será mais fácil tomar as decisões necessárias para reverter o quadro sem passar por algum tipo de constrangimento.

Muitas pessoas preferem não revelar que têm diabetes por diversos motivos, como vergonha, medo de ser demitido, medo de sofrer preconceito, etc. Mas isso é um grande erro! É primordial que o portador de diabetes comunique isso para seu chefe e colegas de trabalho e explique o que deve ser feito caso passe mal ou fique desacordado. Só assim eles não ficarão apavorados e conseguirão ajudar o portador da disfunção de forma adequada em caso de emergência.

Algumas atitudes legais que podem evitar crises de hipoglicemia e de hiperglicemia no meio do trabalho são:

  1. Tentar marcar reuniões distante do horário do almoço;
  2. Se isso não for possível, se alimentar antes do evento;
  3. Medir a glicemia antes de compromissos importantes e tomar as atitudes devidas conforme o resultado, isto é, se a glicemia estiver alta, corrigir com insulina, e, se estiver muito baixa, ingerir alimentos ricos em carboidratos simples;
  4. Sempre que possível, ao aplicar insulina, escolher um local reservado para evitar o constrangimento de outras pessoas;
  5. Ter à mão sempre balas ou algo doce para evitar uma crise de hipoglicemia;
  6. Nunca esquecer o glicosímetro em casa e fazer a ponta de dedo sempre que achar necessário.

E você? Como lida com as tarefas diárias e o diabetes? Queremos saber! Comente aqui no final da matéria ou nas redes sociais!

Até a próxima!