*Por Bianca Fiori

Apesar dos sinais serem bem claros, muitas vezes as pessoas, principalmente aquelas que nunca tiveram contato com o diabetes, podem achar que é virose ou algo mais simples. Por isso, aos primeiros sinais da disfunção (abaixo descritos) é recomendado correr para o pronto-socorro e solicitar – e até insistir, se for o caso – para a equipe médica realizar o exame de glicemia.

Geralmente, o diabetes que atinge as crianças e adolescentes é o tipo 1 (DM 1), caracterizado por uma deficiência no sistema autoimune que impede o pâncreas de produzir insulina. Esse tipo de DM não está relacionado ao estilo de vida nem à obesidade, como acontece geralmente no diabetes tipo 2. Porém, com o aumento da obesidade infantil e o sedentarismo, o número de crianças com o tipo 2 da doença tem aumentado, por esta razão os pais precisam redobrar a atenção.

Veja abaixo 7 principais sinais de DM 1 e DM 2:

  1. Sede intensa, insaciável, preste atenção, pois este é um dos principais sintomas da doença (DM1)
  2. Se seu filho vive constantemente com fome e, ao invés de engordar, emagrece, este também é um indicativo (DM1)
  3. Urinar com frequência, inclusive à noite, é outro sintoma clássico. Se seu filho ainda usa fraldas, repare se, ao jogar a fralda no lixo, há formigas nelas, que podem ser atraídas pelo açúcar eliminado na urina da criança com diabetes
  4. Mal-estar, sonolência, fraqueza e tontura (DM1)
  5. Estar acima do peso também pode ser um sinal de alerta (DM2).
  6. Em casos em que há familiares com a doença, existe um fator de risco para o desenvolvimento da doença. Por isso é importante redobrar a atenção. (DM2)
  7. A insulina também pode funcionar como um anabolizante, acelerando o desenvolvimento físico da criança. Por isso, se você notar um grande crescimento em um curto espaço de tempo no seu filho, procure um especialista (DM2).