A alimentação saudável é um dos pilares do tratamento de quem tem diabetes. Aliás, esta é uma recomendação para todos, mesmo para aqueles que não têm a disfunção. Uma alimentação balanceada é composta por carboidratos, proteínas, laticínios, frutas e vegetais e todos esses nutrientes e alimentos influenciam, de alguma maneira, nossa glicemia.

Entenda um pouco mais sobre o conceito de prato saudável segundo importantes instituições de ensino e saúde:

grafico da alimentacao

 

Agora que já conhecemos o conceito de alimentação saudável, podemos ir um pouco mais fundo no tema da contagem de carboidrato.
É muito comum pensarmos que o açúcar é o grande vilão e que se não comermos mais doce a glicemia não vai subir, mas não é bem assim. Não adianta cortar o açúcar da sua alimentação, pois a glicemia é alterada por todos os tipos de carboidratos, além das gorduras e das proteínas, só que estes dois últimos em menor proporção.

A contagem de carboidrato permite à pessoa com diabetes ter mais flexibilidade e variedade na alimentação, o que isso muda na prática? É possível aprender a saber a quantidade de insulina que você precisa tomar para cada refeição, seja ela na casa do amiguinho da escola, no happy hour com o pessoal do trabalho, em uma viagem de férias, a partir da contagem dos carboidratos dos alimentos. O que favorece a inserção social de quem tem diabetes.

Com a orientação da sua equipe médica, baseados em uma alimentação saudável, você poderá escolher os alimentos do seu almoço, contando a quantidade de gramas de carboidratos de todos os alimentos e a partir dessa contagem e calcular a quantidade de insulina da sua refeição (o que chamamos também de bolus).

Os carboidratos nos dão energia e não podem ser eliminados da nossa alimentação. O que precisamos é prestar atenção na qualidade, na quantidade e no índice glicêmico dos carboidratos que escolhemos. Isso deve ser definido junto com a sua equipe médica.

  • Índice Glicêmico: Quando falamos em índice glicêmico nos referimos a velocidade com que um alimento aumenta a sua glicemia, é importante ingerir alimentos que não causem um aumento muito rápido para dar tempo para a insulina agir. Como é o caso de sucos de frutas, que quando não comemos junto as fibras que ajudam a retardam a absorção dos carboidratos, e que estão presentes na casca e no bagaço de frutas como a laranja.
  • Qualidade: É importante optar por alimentos que ofereçam nutrientes essenciais para o nosso corpo e não só calorias e carboidratos “vazios”, como doces e salgadinhos. Gorduras podem causar ganho de peso e também aumentam a glicemia (em média 4 horas depois de serem ingeridas) Portanto, alimentos como batata frita devem ser consumidos com cuidado e sua quantidade na sua alimentação ser discutida com a sua equipe médica.
  • Quantidade: A quantidade de carboidratos será diferente em cada refeição, pode mudar conforme características físicas e hábitos de vida e deve ser definida com a ajuda da sua equipe médica. Determinando o valor ideal para manter ou atingir um peso saudável, sem restringir vitaminas e minerais, que são fundamentais para manter a vitalidade, a imunidade e a sua saúde em geral.

Como fazer a contagem de carboidratos utilizando o Gliconline?

É possível fazer essa contagem usando aplicativos para smartphones, como Gliconline. Com apenas 4 telas, é possível inserir todas as informações necessárias para que o aplicativo faça todas as contas para você.
GlicOnline passo a passo do aplicativo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: GlicOnline